• Início
  • keyboard_arrow_right Carreira
  • keyboard_arrow_right Featured
  • keyboard_arrow_rightPodcasts
  • keyboard_arrow_right
  • keyboard_arrow_right #22 – O Product Manager é o fim do PO? | Entrevistado: Diego Rosales
play_arrow

Carreira

#22 – O Product Manager é o fim do PO? | Entrevistado: Diego Rosales

Adriano Martins Antonio 28 de maio de 2021 638 136 3


Background
share close

A necessidade em criar e entregar bons produtos, digitais ou não, fez com que o Product Manager se tornasse uma função cada vez mais essencial dentro de uma organização. Mas qual a função do PM? Existe alguma diferença entre o PM e o PO? Neste episódio do The Walking Tech, Diego Rosales, Transformation Lead, vai contar tudo o que sabe.

E de início, Rosales explica a diferença entre um PM e o PO, apontando fatores relevantes entre os dois.

Além disso, categoriza o fato de não haver chances em dizer que um PM é o CEO do produto.

Ainda sobre o assunto, esclarece algumas dúvidas corriqueiras, como por exemplo, a partir de que uma empresa possui um PM, o PO deixa de existir? Ou ele continua existindo? E se ele existir, com o que ele pode contribuir?

Ou seja, o PO não deixa de existir! Apesar de um PM ser uma pessoa horizontal e fundamental para os processos.

Contudo, como nós sabemos, existem profissionais generalistas ou profissionais T-Shaped,

“Hoje, dentro de um ambiente de que o Product Manager está trabalhando, desenvolvendo software, se ele não souber Scrum, Metodologias Ágeis e tiver uma verticalidade nisso, ele vai ser um atraso dentro do time”, afirma Rosales.

Pois, da mesma forma que olharmos um “T-Shaped” de alguém técnico, ele também precisa ter conhecimento de Scrum, uma vez que, essa metodologia acaba fazendo parte da sua rotina.

Por outro lado, sobre a afirmação de Marty Cagan, fundador do Silicon Valley Product Group e autor do best-seller Inspired, de que ele gostaria de eliminar os Product Owners do mundo e que deveria haver apenas Product Manager que também são Product Owners, Rosales deixou sua opinião: “Leia o Inspired! Mas não acredite em tudo”.

Apesar do contexto controverso de Cagan, muitas pessoas não o entenderam. Ele simplesmente estava querendo dizer que o PO deve evoluir. Caso contrário, vai ficar administrando backlog à vida inteira. Porém, a extinção do PO é uma realidade.

Aliás, Rosales explica como é ser um PM que está começando a carreira.

E cita Cagan para deixar uma boa dica sobre ferramentas e metodologias: “Se apaixone pelo problema e não pela solução”. E completa: “Eu não consigo ver alguém trabalhando em sistema produtivo, recorrente e cíclico sem ter conhecimento em metodologia ágil”. Além disso, ele elogia a abordagem do Design Thinking.
Já para ser um PM, Rosales ressalva a importância do profissional possuir um senso de negócio apurado, ser curioso, saber conectar pontos com facilidade, gerar suas próprias demandas e ser bastante autônomo.

Mas, quais são os grandes desafios de um PM?

Aliás, Rosales comenta sobre as ideias de stakeholders durante uma sprint e como lidar com essas situações.

Entretanto, ele ainda disse sobre a transformação digital e como foi, a princípio, ter oportunidade de trabalhar com isso. Ou seja, ganhando mais modéstia e podendo trabalhar sabendo que é possível errar mais do que acertar. Além de, saber dizer “não” quando necessário.

Enfim, para as pessoas que querem migrar de área, Rosales diz: “Venham! Existe uma maré cheia de tecnologia e não tem peixe para ocupar essa onda”.

E finaliza dizendo que o PM precisa saber usar o poder da empatia. Se você entender como as pessoas sentem dores e possuir uma solução para saná-las, a tendência de você ser uma pessoa de sucesso é enorme.

Tagged as: .

Avalie
Episódios Anteriores
Similar episodes
Post comments (0)

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *