play_arrow

keyboard_arrow_right

skip_previous play_arrow skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
play_arrow

Marketing

#52 – Retrospectiva 2021 na TI e no The Walking Tech – Artigo

Adriano Martins Antonio 23 de dezembro de 2021 787 206 3


Background
share close

Chegamos ao final do ano, e o tema desse episódio não poderia ser diferente: uma retrospectiva do ano para a área de TI e tecnologia em geral, além de revisitar acontecimentos importantes de 2021.

2021 foi o ano do vírus, e nesse caso não apenas do Covid, mas vírus de computador, vazamento de dados, ataques cibernéticos, etc. Por outro lado, a pandemia impulsionou a Segurança da Informação, a Privacidade, a Gestão, novas ferramentas de startups e principalmente a Transformação Digital.

Aqueles que estavam preparados, com um projeto na gaveta, meteram as caras e aproveitaram a onda. Enquanto isso, aqueles que subestimaram a Transformação Digital tiveram que enfrentar invasões, ramsowares, ataques cibernéticos, engenharia social e roubo de informações.

Foi um período turbulento, cheio de novidades, medos, mudanças e incertezas. De qualquer forma, finalizamos bem ou mal mais um ano. O fato de estarmos trabalhando de casa nos fez migrarmos para o mundo digital, abrindo portas para os problemas cibernéticos. 

Para refletir sobre os acontecimentos desse ano, vale separar o que de mais importante aconteceu nas áreas de Segurança Cibernética, Transformação Digital, Carreira, Gestão e Novas Tecnologias.

Segurança Cibernética

Com o isolamento e o fato da nossa vida ter se tornado ainda mais digital, a coisa ficou ainda mais feia. Algumas estimativas calculam 6 trilhões de dólares em prejuízos para empresas, número que é o dobro de 2015. E nada indica que isso vai diminuir.

Aliás, vale relembrar o bate-papo com Marcello Zillo, National Security Officer da Microsoft no episódio #31. Nessa entrevista, Zillo revelou que o Secure Operation Officer (SOC) da Microsoft sinaliza uma média de 8 trilhões de ataques diários! Antes da pandemia, esse número ficava na casa dos 2,5 trilhões. Ou seja, o negócio piorou e tende a piorar ainda mais.

Um dos casos mais marcantes de ataque cibernético ocorreu em agosto, quando o site da Renner ficou fora do ar por alguns dias. O Procon notificou a Renner pedindo explicações sobre o ataque, querendo saber o nível de exposição, se houve ou não vazamento de dados pessoais, quais os bancos de dados atacados, o plano de recuperação e outros fatores, como o processo de criptografia usado na coleta, armazenamento e tratamento de dados dos clientes, e a presença de um encarregado de dados. Lembrando que a figura do encarregado de dados está presente na Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Vale lembrar que foi no mês de agosto que as sanções e multas relacionadas à LGPD começaram a ser aplicadas.

Um mês antes, o The Walking Tech pôde esclarecer vários pontos sobre o assunto com Ismael Júnior, especialista em Segurança da Informação, Perícia Computacional e Sócio Diretor da Wiser Tecnologia. O entrevistado trouxe um panorama do nível de maturidade da Segurança da Informação nas organizações, e contou que algumas empresas já se preocupavam bastante com esse tópico, enquanto que outras nem haviam entrado nessa jornada de adequação – e até por isso, faziam confusão entre o que é Segurança da Informação e LGPD.

E não é porque o ano está acabando que não dá pra acontecer mais ataques. No dia 10 de dezembro, o site do Ministério da Saúde estava com a seguinte mensagem: “Os dados internos dos sistemas foram copiados e excluídos. 50 TB de dados estão em nossas mãos. Nos contatem caso queiram o retorno dos dados”.

O mais grave disso tudo é que até o momento da gravação dessa pílula, o problema não havia sido resolvido. Aplicativos como o ConecteSUS, fundamentais para o controle de vacinação, não estavam nem acessíveis.

Inteligência Artificial

No campo da Inteligência Artificial, um dos questionamentos foi: “Será que os robôs vão substituir os humanos em seus empregos?”. É possível acreditar em uma boa convivência entre os dois.

A Transformação Digital é inevitável. Nesse sentido, tecnologias como a Inteligência Artificial, Machine Learning e Internet das Coisas estão revolucionando todas as áreas profissionais, até mesmo a do gerenciamento de projetos. Uma das conversas do The Walking Tech, com Ricardo Vargas, um dos maiores especialistas na área, buscou entender o papel do Gerente de Projetos nesse futuro cada vez mais próximo. Esse podcast foi sensacional e marcou a trajetória do The Walking Tech.

Outro debate sobre a Inteligência Artificial levantado esse ano foi sobre a ética do machine learning, que leva a aquela pergunta clássica: “De quem é a culpa quando a máquina falha?”

Carreira

Outro assunto recorrente no The Walking Tech foi sobre as perspectivas de carreira no mercado da TI. A pergunta “Cadê os Desenvolvedores?” foi tema não apenas do episódio com Benjamin Quadros da BRQ Digital Solutions (nossa patrocinadora), como também de outras entrevistas com pessoas do Recursos Humanos e Gestão de Pessoas. Perguntas como o que é mais valioso para uma empresa entre certificação e experiência foram pontos altos dessas entrevistas. Carolina Martins Piombo, CPO da BRQ Digital Solutions, também ofereceu ótimas reflexões sobre o assunto no episódio #51, divulgado na última semana aqui no canal. Vale conferir!

Outro entrevistado da BRQ com informações bem relevantes foi Pablo Moura, que atua na empresa como Diretor de Design de Experiência. Na sua entrevista, ele ressaltou como o comportamento do consumidor mudou, uma vez que não há mais barreiras entre o que é físico e digital.

Outros entrevistados que contribuíram para o assunto foram André Abreu, CEO da Bossabox, e Mari Achutti, CEO e fundadora da Sputnik. 

Transformação Digital

Fica claro que não dá pra falar de tecnologia sem falar de Transformação Digital em âmbitos que vão além dos negócios. No The Walking Tech, durante todo o ano, tivemos a oportunidade de falar sobre soluções tecnológicas em diversos âmbitos com vários convidados, como Tony Ventura, coach de tecnologia. Uma frase marcante dessa conversa foi: “Se você conhece as tecnologias certas, não precisa se preocupar com os concorrentes.” 

Com Vinicius Lima, CEO da Escala, falamos sobre as inovações que vêm transformando a forma como vivemos. O exemplo de Vinicius é inspirador, já que é ligado à área da saúde, sendo coordenador de inovação no Hospital Albert Einstein. Outra boa conversa sobre tecnologia sob uma perspectiva mais social foi com Marcio Jappe, da Semente Negócios, mostrando como um negócio pode ter um impacto positivo para o mundo, tanto no âmbito financeiro quanto social.

A tecnologia também esteve muito ligada a discussões sobre novos modelos de trabalho. Aqui no The Walking Tech, pílulas e entrevistas que discutiram sobre o “modelo ideal”, como transicionar para o home office ou para o híbrido também engrandeceram os episódios.

Isso tem tudo a ver com transformação digital, já que se tornar digital não é fácil. Essa adaptação muda muita coisa, influenciando nos modelos de negócio da empresa. É preciso saber como inovar, buscar soluções tecnológicas e se adaptar às diversas mudanças.

Governança

Governança é um assunto que tem tudo a ver com modelos de negócio e adaptação ao digital, e não poderia ficar de fora dessa retrospectiva. É algo tão, mas tão importante, que até foi tema da pílula #10, onde foi mostrado como uma barraquinha de praia ou um artesão precisam de governança. E olha, se até elas precisam, pode ter certeza que sua empresa também precisa.

Governança não é só para empresa grande! É sobre controle, como o painel de um avião. Se você não controla a sua organização, tendo como base todas as informações relevantes para o seu negócio, você “pilota o seu avião” na base do achismo. 

Negócios e Empreendedorismo

E chegando ao fim dessa retrospectiva, não dá pra deixar de fora as inquietações sobre negócios e empreendedorismo. Dentre outros pontos, conversamos sobre as principais dificuldades, os erros cometidos e as perspectivas do mercado.

Valter Lima, CEO da Connectom Teleinformatica, foi um dos entrevistados sobre o assunto. Na conversa, ele contou como o empreendedorismo traz frutos quando há coragem.

Outros convidados que contribuíram com entrevistas sobre negócios e empreendedorismo foram:

  • Camila Nasser, CEO da Kria, que falou sobre Crowdfunding de Investimento;
  • Cadu Cerizze e Erick Vils, investidores da Mokaly e que contaram o que ninguém conta sobre empreendedorismo;
  • Juliana Vital, Chief Revenue Officer (CRO) Global da Nubimetrics, que explicou o que é Sales Intelligence;
  • Wallace Lovato, CEO e fundador da Globalsys, que levantou a bandeira de empreender sendo da área de TI;
  • Marcos Pâncaro, que nos ajudou a colocar um pé no Growth Hacking;
  • Itamar Olimpio, CEO da Co-Viva, que nos apresentou o mundo do Imagineering;
  • Mateus Brum, Head de Growth do Guiabolso, que contou como o Open Banking é o futuro do mercado financeiro;
  • Euriale Voidela, CEO da Customer Centric Consulting e que mostrou como no final das contas o CX e o CS tem sempre razão na hora de atender os clientes de uma empresa.

Encerramento

A verdade é que foram tantas discussões valiosas e que agregaram a nossa comunidade, que fica impossível citar com detalhe cada uma das entrevistas. O sentimento que fica é de gratidão a todos que participaram! Que 2022 seja de inovações sustentáveis, e que possamos entregar benefícios e soluções a todos que precisam.

Ouça a pílula na íntegra!

Este podcast é um oferecimento da PMG Academy e é patrocinado pela BRQ Digital Solutions.

Tagged as: , , , .

Avalie
Episódios Anteriores
Similar episodes
Post comments (0)

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *